A vida é minha, e eu conto ela do jeito que eu quiser!

domingo, 6 de dezembro de 2009

Desabafo

Sabe? às vezes eu queria ser a errada das coisas.
Ser a certa dá muito trabalho! Você tem que cuidar de todas as pessoas que vc ama fazendo merda, sendo errada... os outros cuidam de você! Ser a certa, implica a você ouvir coisas que você nunca fez, mas leva a fama pelos outros, sendo errada... se você ganhar alguma fama você pelo menos fez por merecer.

Sendo a certa, você vai sempre buscar pelas pessoas que você ama, mesmo elas cagando pra você. E as pessoas podem cagar pra você de diferentes maneiras. Uma delas é quando vocês brigam e param de se falar, essa é justa, apesar de idiota, justa. A outra, e pra mim a pior, é quando as pessoas simplesmente te esquecem, aí eu me pergunto: "Poxa, o que eu fiz?" E milhões de resposta vêm à minha cabeça. Eu não fui uma boa amiga, eu não estava sempre presente, ou eu sempre fui um lixo e nunca signifiquei alguma coisa.
Mas sabe? Com a minha mania de certa eu que sempre era o refúgio dos outros. Quando eu tava na merda alguém ligou? Alguém mesmo me procurou? Alguém mesmo se importou ou achou que eu ia superar tudo sozinha? Alguém me procura para saber como eu me sinto? Alguém se interessa pelos meus novos segredos, pelos meus novos fatos, pelas minhas novas mudanças? Ou foi tudo um período rápido e de repente eu parei de ser A garota? É isso que as pessoas querem? A garota? E sinceramente, eu não gosto de ser a amiguinha. Ou eu sou a melhor amiga, ou você me joga no lixo... mas ser indiferente? Ser a coleguinha? Ser a 2ª opção? Desculpa, mas eu sou muito orgulhosa para isso.


Mas sabe? Eu acho que no fundo sou até tolerante demais, já vi pessoas terminando amizades por menos. Mas meu defeito/qualidade é que eu sempre perdoo. Falar que eu sou rancorosa? Não, não sou. Não guardo nada em mim, desde que a pessoa tenha se arrependido e me pedido desculpas, eu as aceito numa boa, porque eu não nego a minha necessidade. Eu não nego que ainda acredito que todos têm um lado bom, que todos somos humanos, que todos erramos, e que é sempre sem querer. Nesse quesito posso até ser ingênua, sim, acredito plenamente no que me dizem, porque eu não sou de mentir, perdoo todos, fato! Acredito no arrependimento de cada um.

Eu sei, eu sou idiota.

Um comentário:

disse...

nao voce nao é idiota, voce tem bom coração e perdoa amigas como eu que sao idiotas e esquecemd e ligar para aquela amiga que esteve sempre ao lado dela quando mais precisou e sempre foi sua melhor amiga, te amo demais, to sentindo muito a sua falta por mais que voce ao ache ou nao pareça, beijo te amo.